X X

Procurando por plataformas tecnológicas para agilizar seus processos?

Preencha o formulário que entraremos em contato

|

Fale Conosco +55 51 3346-3990

Telefone

BLOG

Autoatendimento nos setores de food service e restaurantes

Enquanto a indústria, agropecuária e tantos outros setores adquirem novidades ano a ano, não é difícil, ainda hoje, encontrarmos restaurantes que funcionam exatamente da mesma maneira que operavam 20 anos atrás.

O cliente faz o pedido para o garçom, o garçom anota o pedido em um papel, leva até a cozinha, cozinheiro prepara o prato, o pedido é entregue pelo garçom, o prato é consumido pelo cliente, cliente pede a conta, paga e vai embora. Fim da história.

Mas essa história vem mudando (bastante!) nos últimos anos… o setor de alimentação, assim como todos os outros, vem enxergando cada vez mais o valor de utilizar a tecnologia para melhorar a eficiência e lucratividade de seus negócios.

Experiência do cliente

Hoje vemos inúmeras soluções focadas nesse setor: gerenciamento financeiro, de estoque, de vendas, pedidos online, aplicativos de fidelidade, wi-fi para clientes, autoatendimento em cardápios digitais ou totens. Tudo com o objetivo de otimizar recursos e facilitar o dia a dia do operador do restaurante para que ele possa se concentrar no foco do seu negócio, que é a experiência do cliente! Isso mesmo, o foco do restaurante não é mais na comida por si só e sim o seu cliente.

Essa é uma mudança que ocorre em todo o varejo, e ainda mais em restaurantes. A palavra “restaurante” tem sua origem no latim “restaurare”, que significa “restaurar”. E mais do que nunca, no dia a dia corrido que a maioria leva, é exatamente isso que o cliente busca quando escolhe um restaurante: uma experiência restauradora! É o momento em que ele vai pausar seu dia para se alimentar, repor energias e principalmente partilhar bons momentos com seus familiares e amigos.

Tendência para os restaurantes

Então, quando falamos de maiores tendências de 2018 para o setor, acerta quem diz: foco em encantar o cliente! E para isto não basta servir somente uma boa comida. Principalmente em um setor tão concorrido, os clientes estão cada vez mais exigentes e buscando experiências impecáveis em todos os detalhes.

E é aí que entra a tecnologia para ajudar, segundo dados da NRA (National Restaurants Association) entre as tecnologias consideradas mais importantes para serem adquiridas nos próximos anos, 37% é referente a pedidos via cliente, 25% sobre programas de fidelidade e outros 25% sobre meios de pagamento.

E de fato é esse movimento que já vemos consolidado no mercado internacional. Nos EUA, por exemplo, praticamente todas as grandes redes já operam com terminais de autoatendimento, com cardápios digitais ou com aplicativos para pedidos. O mesmo ocorre com programas de fidelidade e recompensa através de aplicativos. E as carteiras virtuais para pagamento vêm também se tornando cada vez mais comuns, principalmente em mercados como o da China e Japão.

Aqui no Brasil, os aplicativos para pagamento e para fidelidade vem conquistando espaço de forma modesta ainda, até por uma limitação do uso de smartphones pela população (aqui no Brasil cerca de 60% da população possui um smartphone, nos EUA e na Europa esse número fica na faixa de 80%), mas no quesito pedidos via cliente, vimos um crescimento considerável no último ano, principalmente com a utilização de terminais de autoatendimento em grandes redes como Mc Donald’s, Madero, Bob’s, entre outras.

Para os restaurantes que não seguem a linha Fast Food ou Fast Casual, a opção que vem ganhando espaço e a aceitação dos clientes são os cardápios digitais em tablets, que permitem um atendimento mais ágil e sem erros, com customização e permitindo que o garçom se torne um consultor da casa, encantando o cliente com um bom atendimento.

Fato é que essa é só a ponta do iceberg e ainda tem muita coisa boa por vir para melhorar a experiência de consumo do cliente e a pergunta que fica é: como você está se planejando para utilizar a tecnologia e melhorar o seu negócio?

Fonte: Aline Furlaneto

Palavras chave: Terminal de autoatendimento, Totem de autosserviço, Autoatendimento, Inovação, Fast Food, Food Service, Restaurantes, Tecnologia, Kiosk, Totem para restaurante, Totem para fast food