X X

Buscando plataformas tecnológicas para agilizar sus procesos?

Rellene el formulario que entraremos en contacto

|

hable con nosotros +55 51 3346-3990

Teléfono

BLOG

PRINCIPALES VENTAJAS DEL SELF CHECKOUT

Cada dia que passa, percebemos o crescente aumento na presença de Terminais de Self Checkout em Supermercados, Lojas e Mini Markets por todo o mundo. No início poucas empresas tiveram coragem de investir e no equipamento, o que estas empresas não perceberam é que o autoatendimento se toraria uma tendência que vem revolucionando a forma que as empresas se relacionam com os seus clientes.

Hoje, as empresas que implementaram e vem implementando conseguem colher resultados significativos, sendo de venda ou mídia. Um exemplo disso, é o gigante Walmart, que aos poucos vem implementando o serviço em suas lojas e em breve irá disponibilizar o autoatendimento em diversas unidades.

Pra te ajudar a entender um pouco mais como funciona o Self Checkout, vamos listar os 5 benefícios!

    1 – Mídia espontânea

 A partir do momento que você faz a implementação ele irá atrair novos clientes e curiosidade da mídia, sem ter  que investir em publicidade e propaganda. O Self Checkout é um equipamento que chama atenção, tornando a  vida do cliente mais simples, reduzindo a burocracia em diversos processos. Quem se acostuma com o Self não volta para o PDV tradicional.

 

 

  2 – Aumento das vendas

  Lojas que implementam o Self Checkout chegam a aumentar suas vendas em aproximadamente   10 a 15%, em um período de até 90 dias.

  Como você atraiu mídia espontânea, consequentemente atraiu mais clientes para a sua loja e a   chances dessas pessoas continuarem comprando com        você e utilizar os benefícios do Self   checkout são muito grandes. Empresas que fizeram do Self Checkout uma aposta e um projeto   vendem acima de         10% de incremento, pós implementação do equipamento na loja.

 

 

3 – Diminuição em roubos

Quando o cliente está no Self Checkout, passando a sua mercadoria, geralmente está de costas para o tráfego da loja, ou seja, essa pessoa não tem uma visão macro do ambiente. Mesmo que a pessoa tenha a intenção de tirar vantagem ou entrar no intuito de praticar o furto, ela não tem o campo de visão de quem está atrás e isso consequentemente faz com que ela não se aventure a praticar o ato.

E isso também se aplica a alguns casos de operadores de caixas que praticam o chamado “roubo na amizade”. Que é quando a pessoa tem uma amizade com alguém que faz suas compras no mesmo estabelecimento e resolve “ajudar”, simulando que passou os produtos sem bipar no leitor. Isso consta como uma parte significativa nas estatísticas de roubo da loja. Coisa que no self checkout já não acontece.

 

4 – Redimensionamento de equipe

    Para cada 4 Selfs Checkouts, é necessário apenas uma operadora. Levando-se em consideração que sua operação ainda não está madura. Com a evolução do processo e           uma operação mais madura, é possível colocar um fiscal para aproximadamente 6 caixas. Resumindo, para 6 selfs você só irá precisar de um funcionário!

   Automaticamente você pode redimensionar sua equipe para os horários de menor fluxo. É possível deixar menos PDVs tradicionais abertos, mantendo apenas uma pessoa           cuidando do self. Desta maneira você pode realocar os profissionais para focar em outras áreas que merecem mais atenção, por exemplo, controle dos produtos próximo a data     de validade, organização das prateleiras, etc.

 

 

 

 

 

5 – Redução da sua equipe

A cada 4 selfs, você pode substituir 10 PDVs da loja. Por exemplo, em um supermercado com 50 PDVs tradicionais que resolve implantar 8 selfs: Uma vez que essa operação esteja madura, o estabelecimento certamente poderá tirar 20 PDVs, que conseguirá atender os clientes exatamente da mesma forma, sem fila e sem causar transtorno.

Você já deve ter percebido que todos esses pontos mostram que o self checkout consegue reduzir perdas, aumentar o lucro e diminuir os custos.

 

 

 

 

 

Cuidados que você precisa tomar na hora da implantação:

1 – Uma eficiente comunicação visual dentro da loja.

Não é simplesmente colocar o equipamento em um canto da loja e imaginar que seu cliente se deslocará até o local espontaneamente para se divertir como se não houvesse o amanhã.

As pessoas em seu primeiro contato tendem a ter um pouquinho mais de receio com o equipamento. A partir do momento que foi implementado, você precisa estimular o seu cliente a ir até o self, assistir ele na compra, deixar ele confortável e seguro para comprar sozinho para aos poucos ir dando autonomia na utilização do equipamento.

Automaticamente ele vai se acostumando a usar e você não precisará mais cuidar desse cliente para utilizar o self.

2 – O self precisa estar em um lugar estratégico;

Os selfs precisam estar em um lugar que seja confortável. Não adianta colocar eles em um canto ou no fundo da loja.

É necessário ter espaço suficiente para o cliente chegar com o carrinho. Porque qualquer possível imagem de aglomeração pode passar a mensagem que é um transtorno muito grande para usá-lo.

É preferível colocar esses equipamentos em um lugar com espaços, para que os carrinhos possam ser acomodados com facilidade.

Algumas lojas de sucesso colocam eles no meio da loja, por exemplo. Ou entre as paredes de PDVs. Desta forma os clientes são estimulados a usar.

Não adianta pensar que o self checkout é só comprar o equipamento. Trata-se de um projeto. E um projeto que se paga muito rápido. Clientes de sucesso pagam este investimento em menos de um ano.

Percebeu como o self checkout é uma tecnologia que hoje se faz cada vez mais necessária? Quer saber mais sobre o assunto? Cadastre seu e-mail e receba nossos conteúdos exclusivos ou contate um de nossos consultores.