X X

Procurando por plataformas tecnológicas para agilizar seus processos?

Preencha o formulário que entraremos em contato

|

Fale Conosco +55 51 3346-3990

Telefone

BLOG

Desktop X Mini PC – Comparativo completo para ajudar você a escolher

Os avanços tecnológicos têm papel fundamental nos processos corporativos. Através deles, automatizamos boa parte de nossas funções em busca de produtividade e melhores resultados. Mas, em meio a tantas opções no mercado, fica fácil se perder entre os hardwares mais indicados para seu negócio.

Uma coisa é certa: Precisamos entregar aos nossos profissionais equipamentos eficientes para seu trabalho, seja ele qual for. Tenho certeza que a hora paga para um funcionário inativo por conta de um computador ruim é mais cara do que o valor investido em máquinas que cumpririam com sua função.

É importante, também, pensar no custo benefício da aquisição. As necessidades da sua empresa exigem um desktop mais potente ou será que um mini PC daria conta do recado?

O primeiro passo é analisar qual o tipo de trabalho sua empresa realiza. Se seu negócio utiliza programas pesados, tais como editores de vídeo e imagem, você precisará de computadores com maior desempenho. Agora, para a grande maioria das empresas que faz uso de programas que não exigem tanta performance da máquina, o mini PC traria muitos benefícios.

Desktop X mini PC? Confira abaixo o comparativo e escolha a máquina ideal:

1. Consumo de energia elétrica

Quando o assunto é consumo de energia, o Mini PC sai na frente. A máquina é projetada visando minimizar o consumo de energia.

O desktop possui toda uma estrutura que consome muita energia, a começar por sua fonte onde há, no mínimo, 300 watts de potência.

Os processadores para desktop também possuem alto consumo de energia quando comparamos com processadores para Mini PC. Estes são compactos e construídos com TDP (Thermal Design Power) reduzido.

Diferente do desktop, o mini PC não precisa de cooler. Com menos partes móveis, diminui, ainda mais, o consumo de energia.

2. Portabilidade

Tamanho não é problema para os mini PCs. Enquanto os desktops ocupam muito mais espaço físico, tanto para a CPU, quanto para os periféricos, os Mini PCs possuem tamanhos reduzidos. Em sua maioria são pequenas caixas que podem ser encaixadas atrás de um monitor.

3. Facilidade de customização

Neste comparativo desktop X mini PC, o ponto vai para os desktops. Isso se dá pela facilidade que ele propõe para fazer “upgrades” de todas as suas partes.

O mini PC é mais restrito quando o assunto é customização. Quando falamos de memória ou processador, a substituição em um mini PC é tão simples quanto em um desktop. A limitação do hardware está mais relacionada à parte gráfica.

4. Custo de manutenção

Aqui temos duas questões a serem levantadas. No comparativo desktop X mini PC, o desktop ganha ponto no quesito manutenção, enquanto o mini PC sai na frente em durabilidade.

Como vimos anteriormente, o desktop possui uma facilidade maior de customização. Ao estragar um componente, no caso do desktop, basta substituir esta peça. Com isso, a assistência acaba se tornando mais econômica.

O mini PC possui muitos componentes integrados, dificultando a substituição de peças isoladas. Entretanto, a durabilidade de seus componentes é muito maior. Se em desktop não é tão comum queimar uma placa ou componente, em um mini PC esta chance é ainda menor.

5. Performance

Com relação à performance, não há dúvidas, o desktop é mais potente. A máquina roda aplicações mais robustas e pesadas. Ainda que as novas versões de mini PCs estejam chegando ao mercado com cada vez mais capacidade de memória e processador, os mini PCs ficam para trás.

Portanto, é importante avaliar o tipo de aplicação utilizada em sua empresa. Cerca de 80% de todos os softwares disponíveis no mercado não necessitam de hardware potente. Caso você não utilize softwares de manipulação de imagens ou vídeos – e não queira um PC para jogar – o mini PC suprirá suas necessidades.

No embate desktop X mini PC quem ganha é a máquina que se adapta melhor às necessidades da sua empresa. Se você precisa de alta performance, pois faz uso de programas pesados de manipulação de imagem e/ou utiliza sistemas complexos, é melhor você optar por um desktop. Caso sua atividade não exija muita performance, quer economizar em energia, espaço e manutenção, os mini PCs são perfeitos para seu negócio.

Fonte: Accept

CONHEÇA O PORTFÓLIO DE MINI PC's DA SCHALTER!

Palavras-chave: Mini pc, Thin Client, Mini Pc industrial, Mini Pc corporativo, Desktop, Computadores compactos.